A Indústria das Multas será extinta (depende de você)

O Brasil criou o termo “Indústria das Multas” para referir-se à gigantesca quantidade de multas que são aplicadas e os rios de dinheiros que são arrecadados. Como, nós, brasileiros, somos especialistas em fazer de tudo uma grande piada, o termo acabou sendo aceito entre nós.

Mas, o verdadeiro significado do termo “indústria” tem a ver com a Ciência Econômica, pois o seu conceito básico é “A transformação de matérias primas em produtos comercializáveis”. A exemplo da indústria automobilística, da indústria cinematográfica ou do agronegócio, entre outras.

Se o termo “Indústria das Multas” fosse mesmo verdadeiro – o que eu não creio – ele segue uma lógica errada, parecida, ao meu ver, com a “Venda de Indulgências”, na qual os órgãos de trânsito concedem descontos de até 40% do valor da multa, desde que os motoristas abram mão do seu direito de recorrer.

Como extinguir a Indústria das Multas?

Ocorre que, para a configuração de uma infração de trânsito existem muitos critérios técnicos, objetivos e legais que devem ser seguidos. Contudo, existem parâmetros legais que delineiam o processo de contestação das multas de trânsito, que vão desde a apresentação da defesa prévia até a decisão final. Porém, se esse direito de recorrer não for exercido dentro de uma per

spectiva de virtude, de justiça, por pessoas que buscam a verdade, será em vão a nossa luta para tentarmos acabar com essa Indústria das Multas.

Por Luiz Fernando Carneiro, fundador da Self Multas

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *